Confiança em Portugal continua a subir

rehn

O vice-presidente da Comissão Europeia, Olli Rehn, afirma que o ajustamento da economia portuguesa tem continuado, apesar das dificuldades provenientes do ambiente externo, e que a confiança nas perspectivas de Portugal continua a aumentar.

Numa declaração sobre o final da sexta avaliação do programa português pela missão conjunta da Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu, o responsável elogiou o progresso português e diz que este traz um bom prenuncio para o regresso em pleno para o financiamento de mercado.

"A conclusão com sucesso da sexta avaliação pela missão para Portugal completa metade do programa de ajustamento económico do país. O necessário rebalanceamento da economia continua apesar dos maiores desafios que se colocam ao ambiente externo", afirma em comunicado.

"Reformas económicas ambiciosas estão a aumentar a competitividade, enquanto em paralelo, uma consolidação orçamental determinada está a restaurar a sustentabilidade das finanças públicas. A confiança nas perspectivas de Portugal continua a crescer, tanto entre os parceiros institucionais como entre os participantes de mercado. Isto é positivo para o regresso de Portugal ao total financiamento de mercado", conclui.

O ministro das Finanças, Vítor Gaspar, anunciou na segunda-feira que a 'troika' aprovou o desembolso de uma nova tranche de 2,5 mil milhões de euros, a sétima inserida no programa de assistência financeira a Portugal.

"Foi concluído com sucesso o sexto exame regular do programa" de ajustamento português, disse o governante na conferência de imprensa de apresentação dos resultados do sexto exame regular da 'troika' à ajuda externa a Portugal.

- por Económico com Lusa